COMO CULTIVAR A CONSCIÊNCIA

imagem

Geralmente  nossa consciência tem um funcionamento egóico. Um funcionamento egóico é um funcionamento condicionado pela visão do Eu. Ao sermos incapazes de ver as coisas de um ponto de vista diferente do costumeiro que temos, temos a consciência fixa nesse padrão.

  A fixação da consciência no ego, ou seja, seu condicionamento em sempre ver as coisas do modo que o Eu está acostumado, gosta ou quer, a torna insensível ao que se processa fora desse campo. Em tal condição, esse precioso elemento psíquico fica  adormecido para acontecimentos excluídos do meu mundo ou da minha realidade. Temos que despertar a consciência para a realidade que ultrapassam  as apercepções egóicas. Isso é conseguido pela prática correta da atenção. Modos não usuais de atenção devem ser ativados até que façam parte de nossa natureza  consciente. O caminho mais direto para cultivarmos a consciência e objetiva-la ao máximo  é o de prestarmos atenção em nós mesmos. Se acompanharmos nossas próprias atitudes a todo instante, enxergaremos muitos traços comportamentais desconhecidos.

  Aquilo que estamos fazendo no presente, isto é, nosso comportamento concreto e objetivo, fornece muitas informações sobre quem somos. Se o tornarmos objeto da atenção cuidadosa e livre, a consciência se exercita e gradativamente enxergamos vícios e condicionamentos atencionais e observacionais que temos. Por isso, é interessante apender a observar o self por via direta e durante todo tempo possível. Mantendo a observação do Si Mesmo, podemos, além disso, focar a consciência sobre o modo de realidade com o qual estamos em contato aqui e agora. Esse modo de realidade pode ser onírico ou vígil. O modo vígil é o que contatamos  enquanto estamos acordados e o modo onírico é o da realidade do sonho, aquelas cenas que vemos enquanto dormimos. Se nos habituarmos a observar as cenas e imagens que que nos cercam várias vezes ao dia para verificarmos  se estamos sonhando ou não (e se não acharmos tal trabalho ridículo), terminaremos repetindo essa mesma verificação dentro dos sonhos enquanto o nosso corpo estiver adormecido na cama.

   Caso nossa inteligência seja livre o suficiente para aceitar a possibilidade de que o mundo dos sonhos pertença a uma realidade paralela à comum, reconheceremos o caráter onírico dessa realidade ao fazer a averiguação.

   O despertar da consciência dentro de um sonho fornece sensações e percepções extraordinárias. Esse é um bom motivo para praticarmos  o despertar da consciência a todo momento.

  Quando tentamos usar a consciência para ampliá-la, nos deparamos com a forte tendência egóica de observarmos o nosso comportamento ou o modo de realidade presente de maneira estéril.  É quando olhamos, mas não enxergamos. Superamos tal resistência apelo empenho em ver as coisas como são e não como gostaríamos que fossem ou acreditamos que sejam. O emprenho absolutamente sincero em enxergar a realidade de ser algo nos permite ir além dos limites do nosso consciente.

Noz da Ínida - Emagrecedor Forte!

Anúncios

Sobre circulovital

Sou uma pessoa simples e que adora a simplicidade Gosto de motivar as pessoas a buscarem aquilo que realmente faz sentido em suas vidas. Criei este blog para partilhar ideias e experiências sobre alimentação natural e hábitos saudáveis. Sua visita muito me honra. Muito obrigado.
Esse post foi publicado em Artigos e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s