AS VEZES NA VIDA, TUDO SE RESUME A UM PEQUENO AJUSTE

    Moro na cidades mais antiga do meu estado. Paranaguá, situada no litoral do estado do Paraná, é uma cidade com mais de 360 anos de história. Possui o segundo porto mais importante do Brasil além de uma baia exuberante formada por diversas ilhas entre elas, a mundialmente famosa Ilha do Mel. Sempre que caminho pela rua da praia a beira do mercado, procuro olhar aquele rio plácido e sereno com suas embarcações atracadas, como se eu estivesse ali pela primeira vez. A experiência e significante. Aliás,caminhar pela orla marítima, é um dos meus hobby preferido nos momentos de folga.

   Dia desses, enquanto praticava meu hobby, parei para observar três garotos que se divertiam pescando de cima do trapiche.A maré estava vasando e a correnteza era forte. Eles arremessavam as linhas e nada de vir peixe. Tudo que eles esstavam conseguindo pegar eram somente siris. Observei mais detalhadamente e descobri o motivo pelo qual, não estavam conseguindo pegar nenhum peixe. Pensei em manifestar-me mas optei em apenas ficar observando até o momento que um deles fez o seguinte comentário. “Caramba, mais um siri, não aguento mais”.  Foi ai então que  de forma educada, fiz a seguinte pergunta para eles. Vocês querem saber por que só estão pegando siris?  Sim, responderam afirmativamente. É muito simples, falei. É a posição do anzol.

   O anzol, colocado embaixo da chumbada, fica arrastando no leito e dessa forma ,só atrai os siris, expliquei. Passando o anzol para cima a uns cinco palmos da chumbada, ele flutuara e assim, os peixes  que nadam a sua volta, serão mais facilmente atraídos. Essa forma que o anzol está colocados, só é propícia para pesca com boia.  Imediatamente, todos eles fizeram os ajustes necessários e não demorou muito, para começarem a pegar os primeiros peixes. Após os agradecimentos, eu continuei com meu passeio  pensando que grande ensinamento eu aprendi com esta experiência.

  Os garotos estavam bem equipados. Molinetes,linhas, anzois e iscas apropriadas. Somente a posição do anzol estava impedindo o sucesso da pescaria.

  Quantas vezes isso acontece em nossas vidas. Quantos projetos, relacionamentos, planos e outras coisas bem estruturada são abandonadas justamente por um pequeno detalhe que desconhecemos ou por não dar ouvido a qem poderia nos ajudar. A minha experiência apesar de não ser nenhum expert em pescas (rsrsr) foi de grande valia para aqueles garotos. Outro fator importante também, foi a disposição deles em ouvirem e acatarem a minha sugestão.

 Pode ser que neste momento, você pode estar querendo desistir de algum projeto em sua vida. Você já reviu tudo. Checou tudo que podia e não encontrou nada. Nesta hora, a ajuda de alguém que já passou por isso, que já teve uma experiência pode lhe ajudar a fazer os ajustes necessários. Pode ser que o anzol esteja colocado embaixo da chumbada. Você só precisa esta disposto a aceitar a ajuda.

 Essa lição tem tudo a ver com os sucessos e fracassos que enfrentamos na vida. Quando nos determinamo a fazer algo e os resultados não vem da forma que esperávamos,  a  pergunta a fazer é: Onde é que estou errando? Agindo dessa forma, com persistência, a solução acaba chegando e juntamente com ela, a vitória.

 Faça os ajustes. Persevere sempre.

Anúncios

Sobre circulovital

Sou uma pessoa simples e que adora a simplicidade Gosto de motivar as pessoas a buscarem aquilo que realmente faz sentido em suas vidas. Criei este blog para partilhar ideias e experiências sobre alimentação natural e hábitos saudáveis. Sua visita muito me honra. Muito obrigado.
Esse post foi publicado em Culinária Natural. Bookmark o link permanente.

3 respostas para AS VEZES NA VIDA, TUDO SE RESUME A UM PEQUENO AJUSTE

  1. nalub7 disse:

    Muito bom, Edson! Deixou aqui uma grande lição! A natureza joga na cabeça de cada qual parte de um todo a realizar. Para que? Para induzir a solidariedade, fraternidade e, consequentemente a UNIÃO. Lamentável que a grande maioria ainda não tenha percebido isso e daí, cada qual se julgando dono daquilo que vem à sua cabeça, que quem é a dona é a natureza, e fica cada um se sentindo o mais certo, disputando com os demais, quando, não tem ninguém totalmente certo; e assim a natureza faz, para que haja a solidariedade (ajudar, aconselhar), a fraternidade (um em favor do outro e, não contra) e a UNIÃO (TODOS CONCORDANDO COM TODOS). Essa é a simplicidade da vida, da qual a humanidade há muito anda afastada e, por isso, pelos quatro cantos do mundo só se vê disputas, uns contra os outros e destruindo uns aos outros. Você é mesmo como se apresenta neste blog: uma pessoa simples e que adora a simplicidade. E na simplicidade está o grande segredo da vida. Parabéns, meu Irmão e que venha muita gente aqui para ler este belo texto, assimilá-lo e colocá-lo em prática! Abraço fraterno!

    • circulovital disse:

      Obrigado pela suas sábias palavras. Quero aqui também parabenizá-lo pela nobre missão em divulgar os ensinamentos da cultura racional. Se aprendermos e tivermos consciência que nada nos pertence nesta vida, as disputas e competições tornam-se desnecessárias. Um grande abraço fraternal

      • nalub7 disse:

        GRATÍSSIMA, MANO! VOCÊ MERECE TUDO DE BOM! VAMOS EM FRENTE E COM OS OLHOS VOLTADOS PARA ALTO, ONDE SE ENCONTRA O NOSSO PAI TODO PODEROSO! FORTE ABRAÇO FRATERNAL!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s